Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo

Novas regras para aeroportos e aeronaves

Anvisa divulgou nota técnica com novas recomendações e orientações para o setor aéreo relativas ao enfrentamento da covid-19

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou novas medidas sanitárias a serem adotadas em aeroportos e aeronaves, para o enfrentamento ao novo coronavírus. O documento, publicado nessa terça-feira (19), traz recomendações sobre a higienização de equipamentos, práticas de distanciamento social, a utilização de EPIs (equipamentos de proteção individual) e a atuação em casos identificados da doença. Além disso, a nota técnica recomenda a suspensão dos serviços de bordo nos voos nacionais. Para as viagens internacionais, a recomendação é priorizar alimentos e bebidas em embalagens individuais, devidamente higienizadas.

As orientações estão divididas por temas e por grupos de atuação, como administradoras aeroportuárias, companhias aéreas, prestadores de serviços e equipes de fiscalização sanitária. De acordo com a Anvisa, as medidas sanitárias são revistas a cada alteração do cenário epidemiológico da doença; e as atualizações seguem as diretrizes e recomendações do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Veja algumas medidas:

Distanciamento de 2 metros entre pessoas no aeroporto;

Desestímulo a aglomerações nas praças de alimentação de aeroportos e em espaços de check-in de embarque e, especialmente, desembarque dentro das aeronaves;

Uso de máscara por passageiros e funcionários em geral;

Desinfecção de toda a área de movimentação de passageiros, pontes de embarque, aeronaves, ônibus e demais espaços de uso comum;

Organização criteriosa do procedimento de embarque de passageiros e especialmente desembarque da aeronave até o solo, orientando para que os passageiros permaneçam sentados na aeronave no pouso e informados que o desembarque será realizado por filas, iniciando pelos assentos situados mais à frente da aeronave;

Recomendada a suspensão do serviço de bordo nos voos nacionais. No caso de manutenção desse serviço, priorizar alimentos e bebidas em embalagens individuais, higienizadas antes do serviço. Nos voos internacionais, deve ser priorizado alimentos e bebidas em embalagens individuais, higienizadas antes do serviço.

Desde o início de maio, as companhias aéreas brasileiras já adotam procedimentos para controlar o avanço do novo coronavírus no país, como o uso generalizado de máscaras, a aferição da temperatura corporal e o check-in por QR Code para evitar o contato.

Fonte: Agência CNT Transporte Atual