Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo

CNT lança ferramenta interativa para consulta de dados sobre o transporte ferroviário de cargas

Indicadores revelam que, em abril, no auge da crise, o setor chegou a transportar 19,8% a mais (em TU) do que no mesmo período do ano passado

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) lança, nesta quinta-feira (15), o Painel CNT do Transporte – Modal Ferroviário, mais uma ferramenta para a consulta dinâmica de indicadores e análise de informações do setor transportador. A partir do painel, pode ser observada a movimentação de carga por trens desde 2006 até agosto de 2020. Estão disponíveis comparativos tanto em toneladas úteis (TU) quanto em toneladas-quilômetro-útil (TKU). Entre outras saídas, é possível comparar o volume transportado por concessionária; observar quais terminais de origem têm maior fluxo; ou, ainda, identificar que tipo de carga é mais movimentado sobre trilhos.

Ao consultar o painel, constata-se que, de janeiro a agosto de 2020, a movimentação no estado do Pará foi responsável por 38,6% do volume total de carga transportada atualmente no país. Minas Gerais tem aproximadamente a mesma contribuição, com 38,3% do total. Também é relevante notar que a maior parte dos carregamentos é operada por três concessionárias: EFC, MRS e EFVM. Juntas, elas transportaram cerca de 238 milhões de toneladas úteis (77% do total) de janeiro até agosto de 2020.

“O Painel CNT do Transporte – Modal Ferroviário dá visibilidade a esse importante tipo de transporte, que vem performando de modo excepcional nos últimos anos e que se sobressai, mesmo agora, apesar dos efeitos da crise sanitária sobre a economia do país”, exalta o presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Vander Costa. “Essa é mais uma ferramenta lançada pela Confederação Nacional do Transporte com indicadores e dados que são de extrema importância tanto para os formuladores de políticas públicas quanto para os empresários, que querem informações atualizadas e precisas para a tomada de decisões e a formulação de estratégias”, acrescenta o presidente.

Alguns dados de destaque extraídos do Painel CNT do Transporte – Modal Ferroviário

– Em termos de toneladas úteis, o melhor mês do ano para o transporte ferroviário de cargas foi agosto, com 48.266.623 de TU.

– A partir da evolução mensal da carga movimentada, verifica-se que, entre janeiro e agosto de 2020, o setor registrou uma queda de 5,5% em TU em comparação ao mesmo período do ano anterior e, em TKU, houve um recuo de 4%.

– Apenas dois terminais de origem – Carajás e Serra Sul, ambos no Pará – despacharam 38,5% de toda a carga movimentada sobre trilhos no país até agosto deste ano, o equivalente a mais de 119 milhões de toneladas úteis.

– A partir da análise por tipo de mercadoria, observa-se que o minério de ferro corresponde a 71,3% de todo o volume transportado em 2020, o que equivale a 220,7 milhões de TU. Em segundo lugar, aparece a soja, responsável por 8,6% da tonelagem. O açúcar é a terceira mercadoria mais transportada, com 2,8%. Esses números ajudam a traçar o perfil da pauta exportadora brasileira.

Por Agência CNT Transporte Atual