Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo

Total de veículos novos emplacados volta a crescer em SP, segundo Detran.SP

Alta foi de 8,4% em 2017, com destaque para automóveis, caminhões e reboques, de acordo com balanço.

Após acumular quedas consecutivas desde 2013, o emplacamento de veículos zero quilômetro no Estado de São Paulo voltou a crescer no ano passado. O aumento foi de 8,4% na comparação com 2016, totalizando 767.708 unidades, de acordo com balanço do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).

As maiores altas foram entre automóveis, caminhões e reboques, respectivamente 10,2%, 10% e 9,8% (veja quadro abaixo). Já os micro-ônibus, camioneta, caminhonete e utilitário; motocicletas e outros (trator, motor-casa, por exemplo) tiveram aumento de 5,8%, 5,5% e 3,4%, respectivamente.


Moto, triciclo e quadriciclo
Micro-ônibus, utilitário e caminhonete Automóvel Ônibus Caminhão Reboque Outros Total
2013 226.664 218.138 775.036 2.250 31.334 35.759 835 1.290.016
2014 195.623 183.319 608.680 1.668 24.104 28.760 585 1.149.719
2015 187.958 147.809 512.607 1.105 13.192 24.744 571 887.986
2016 148.439 128.409 395.170 763 10.761 24.364 528 708.434
2017 156.622 135.878 435.375 696 11.839 26.752 546 767.708
% 2017/2016 +5,5 +5,8 +10,2 -8,8 +10 +9,8 +3,4 +8,4

Na capital paulista, os emplacamentos tiveram aumento de 8,7% no ano passado, totalizando 242.878 unidades, se comparado com 2016.

Para a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a retomada do crescimento da economia é apontada como a principal causa para o aumento. No ano passado, o Brasil registrou alta de 25,2% (para 2,699 milhões) na produção de veículos.

De acordo com a associação, o desempenho encerrou quatro anos de quedas e foi favorecido pela confiança do consumidor e pela queda do desemprego e das taxas de juros, favorecendo a expansão do crédito para aquisição de veículos novos ao longo do ano de 2017.

Lacração

“O Detran.SP trabalha constantemente para melhorar seus processos e serviços. Com a modernização das unidades pelo Estado de São Paulo, todo o processo de emplacamento dos veículos ficou mais ágil para o cidadão”, disse Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

A lacração deve ser feita após a emissão do documento do veículo. Algumas unidades pedem agendamento. Pelo site www.detran.sp.gov.br, é possível consultar informações e valores.

O serviço deve ser acompanhado do proprietário do veículo ou então por meio de um procurador. O cidadão deve apresentar o documento do veículo e um documento de identificação com foto (RG, por exemplo).

Fonte: Detran.sp